Como ajudar seu filho na adaptação escolar?




  Essa semana contei para vocês como foi a adaptação das meninas na escola (veja aqui). Até que aqui em casa foi tranquilo. A Maria Clara deu um pouquinho de trabalho, mas nada fora do esperado.

  Mas o que podemos fazer para ajudar na adaptação escolar dos pequenos?



 Essa é uma fase em que as mães ficam com o coração apertado, principalmente aquelas que vão deixar os filhos no berçário porque precisam voltar ao trabalho. Nesses casos quem vai passar pela adaptação é a mais a mãe que o bebê!!

  Pensando nesse momento pesquisei o que nós, mães, podemos fazer para tornar esse momento mais fácil para nossos filhos.

  Para os pequenos ir para o ambiente escolar gera um certo medo, é tudo novo, diferente, um lugar que ele não conhece, não sabe o que vai encontrar como vai ser. A primeira coisa que nós, pais, devemos fazer é ter a certeza da escolha que fizemos, assim podemos passar confiança de que eles estarão indo para um ótimo lugar que irá agradá-los. Em momento nenhum nós podemos deixar transparecer dúvidas e ansiedades nossas do tipo: será que ele ficará bem?, vão cuidar bem dele?, será que vai chorar?, etc. A criança/bebê sente essa insegurança.

  A primeira coisa que deve ser feita é a escolha certa dos pais, se eles tiverem plena certeza que aquele escola/berçário é a melhor para seu filho, já tem meio caminho andado. Os pais têm que confiar no local no qual vão deixar seus filhos.

 Cada escola tem seu processo de adaptação. No geral as mães ou um responsável pela criança ficam por um período na escola, quando necessário, por alguns dias. Isso é muito importante para que a criança não se sinta “sozinha” e se acostume com o novo ambiente.

  Umas semanas antes de as aulas começarem é legal que os pais comecem a conversar com os filhos sobre a escola, como vai ser esse novo momento da vida dele, que ele fará novos amigos. Enfim, explique o esta por vir e vá mostrando tudo de bom que uma escola tem para oferecer.

  A adaptação de bebês costuma ser mais fácil do que de crianças com 1 até uns 2, 2 anos e meio. Isso também depende muito se é uma criança mais independente ou não. Varia muito de uma criança para outra.

  No começo é interessante que o adulto que for levar a criança na escola possa leva-la até sua professora, conheça sua sala de aula, não minta quando embora e sim se despeça, de tchau, conversa com a criança, mostre para ela como a escola é legal.


  Muito cuidado com choro manipulado de algumas crianças, alguns choram apenas para evitar que o pai/mãe vá embora, mas é só este virar as costas que a criança para de chorar e vai brincar com os coleguinhas (caso da Rafaela, fofa, né!!). O importante é não olhar para trás, deixar a criança com confiança!!

  Nunca saia escondido da criança da escola ou ameace deixa-la lá caso tenha feito algo que considere errado. Isso quebrará totalmente a confiança do pequeno e ele ficará completamente inseguro e não é o que queremos nesse momento, certo??

  Para algumas crianças nada disso será necessário, para outras talvez precise de muito mais, cada uma tem sua personalidade, vai depender do apego com a mãe/pai/avó, idade com está indo para escolar, momento de vida (pode estar vivendo uma mudança de cidade, não sei..).

  Em qualquer que seja o caso as principais dicas são:

-       -Confie na escolha da escolar/berçário;
-       -Conheça bem o ambiente/pessoas do local escolhido;
-       -Participe das reuniões/atividades da escola;
-       -Converse com a criança antes do início das aulas;
-       -Demonstre confiança, seja firme;

  Não tem criança que não adore a educação infantil!!!

  Que todas tenho um ótimo ano letivo!!! 


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...