Repelentes, qual e como usar?


  Quem não se incomoda com mosquitos??? Imagine as crianças?!?!

  Hoje trouxe aqui no Blog um texto da dermatologista Dra. Gisele Barros que dá dicas para se proteger e de repelentes existentes no mercado.

  "No verão, aumenta o número de picadas de insetos, que podem transmitir doenças, causar lesões na pele que coçam e até alergias.

Então, vamos a algumas dicas de prevenção a picadas para adultos e crianças:

- Procure usar roupas compridas, largas e claras ao fazer trilhas ou frequentar ambientes com insetos. 

- Evite perfumes. Fragrâncias florais podem atrair insetos. Use sabonetes, desodorantes e cremes neutros.

- Aplique o repelente de insetos. Existem alguns tipos disponíveis. Os que tem maior ação repelente são os que contem o DEET - conhecido como Repelex, Autan e Off ou a Icaridina  - conhecido com Exposis.


- Quanto mais quente e úmido, maior a chance de picadas. Por isso, repasse o repelente com mais frequência. No caso de repelente com DEET, opte pelo de maior concentração e evite mais do que 3 aplicações ao dia. Repelentes com Icaridina devem ser reaplicados a cada 5 horas em condições de maior calor. Após molhar a pele ou muita transpiração, reaplique o produto.

- Para bebês até 2 anos, o uso de repelentes com DEET ou icaridina não é indicado. Podem ser usadas medidas físicas de proteção, como telas e mosquiteiros, roupas compridas. Existe uma linha anti mosquito da Johnson e Johnson que pode ser usada em bebês acima de 6 meses, cujo princípio ativo é o etil butilacetilaminopropionato. Parece ter proteção menos duradoura. É seguro nas gestantes.


- Para as crianças acima de 2 anos, opte pelo repelente infantil com Icaridina ou DEET. No caso do DEET deve ter concentração < 10% (aqui no Brasil. Na Europa, aceita-se até 30% para uso nas crianças).

- Alguns repelentes podem ser aplicados nas roupas, nos mosquiteiros e nas telas de proteção. Cheque as orientações do fabricante. Alguns mosquiteiros tem também inseticidas na malha (permetrina ou deltametrina).

- O protetor solar deve ser aplicado antes do repelente (20 minutos). Parece que o DEET diminui o efeito do protetor solar. Fiquem atentos!

- Tomar vitamina do complexo B e cápsulas de alho não tem efeito comprovado na prevenção de picadas. Repelentes ultrassônicos e pulseiras com DEET são pouco eficazes."

  Ótimas dicas, né?!?! Aqui em casa a Rafaela é super alérgica, uso muito o Exposis nela, para ir para escola, dormir, descer. Mas nem sempre ela se livra das picadas e quando ela aparece com picada eu passo Creme Fenergam.



  Não deixe de procurar um dermatologista ou consultar seu pediatra.



Giselle Barros fez residência em Dermatologia na UNICAMP e especialização em Cosmiatria na USP. Observership em Dermatologia no Memorial Sloan Kettering Cancer Center e no Hospital de Yale, Estados Unidos. É dermatologista referência para as reações do tratamento do câncer no Centro Paulista de Oncologia. Colaboradora do ambulatório de reações cutâneas pelo tratamento do câncer no AC Camargo Cancer Center e no ICESP. Tem título da Sociedade Brasileira de Dermatologia. CRM 126424 / RQE 33797   http://www.peleemfoco.blogspot.com.br/
giselle.dermato@bol.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...