Tá difícil ser mãe hoje em dia...

  
    Li no Facebook semana passada o desabafo de um mãe:

  Ai gente...será q o povo não cansa de polemizar TUDO??? Pascoa é do mal pq estimula consumo de chocolates que são péssimos para a saúde... Natal é do mal pq estimula o consumismo... 50 tons de cinza denigre a mulher ( quem diz isso realmente não entendeu o livro! Pq a personagem da mulher é tao mais forte do que ele, que consegue recupera-lo).... A novela império é vilã pq a falecida Cora tem um sonho de estar transando com o comendador quando esta em coma, e deixam em aberto se foi real ou não... PRONTO!!! A mulherada já pira q está estimulando o estupro... Festas infantis agora, para serem politicamente corretas, tem q servir pepino e cenourinha pq não são fritura(!!!!) 

   As crianças tem q ser robotizadas, para não receberem títulos de hiperativas... MAS... Se estiverem se comportando mal, os pais não podem gritar ou deixar de castigo ( ah essa palavra ficou maldita!)     Também não pode colocar para pensar, senão vão achar q pensar é castigo...melhor abraçar e pedir desculpas ao filho por ter ficado bravo... (Oi??????) pq se gritarem os filhos ficarão traumatizados para todo o sempre...

   Ah! E não se esqueçam! Se der miojo para os pequenos uma fada morre!!!! (E seu filho terá a saúde suuuper prejudicada) sem contar que normalmente mães que matam fadas tiveram seus filhos por cesária!!!
   E nem pensem em levar seus filhos neste parque novo kidzania... Pq seus pobres filhos sairão de lá consumistas natos!!! E vão exigir q vc só compre produtos de determinada marca que patrocina o local... PARQUE DO MAL!!!!
   Festa de dia das bruxas então??? Do malllll pq dar balinhas e docinhos cheeeeeios de glúten e açúcar???? Culpa dos americanos!!!
    Ah gente... Esse mundo esta ficando mto chato! Cheio de mi mi mi...
   Tem muita gente precisando ter mais o que fazer!!!!"

   Eu adorei o desabafo dela!!! Está realmente muito difícil ser mãe e educar os filhos hoje em dia. Além de muita informação (sites, blog, redes sociais e etc...) também tem muito julgamento entre mães (mesmo quem não tem filhos julga).



   O fato de termos mais acesso as informações é ótimo, lógico. Mas... Nada pode-se se levar ao pé da letra, e o que é verdade para um, nem sempre é verdade para o outro.

  Vou comentar pontos do desabafo feito pela minha amiga...

  Primeiro o que ela fala sobre consumismo: Natal e o parque Kidzania. Eu concordo que temos que tomar cuidado com o que as crianças pedem e que não podemos dar tudo, mas.... Eu dou presente no Natal, dia das crianças, aniversário e sem ser data comemorativas também. Quem não gosta de ganhar um agrado de vez enquando???? Eu ADORO!!! Claro que educo minhas filhas em relação a não poder ter tudo, comprar tudo, enfim... Meu marido diz uma coisa que acho bem pertinente: "Temos que dar o suficiente que a criança precisa e se tiver condições até um pouco mais. Mas não podemos oferecer tudo que temos condições de dar, assim no futuro eles saberão lutar pelo que querem". Deu pra entender??? Em outras palavras: não precisamos pagar a melhor escola, elas podem se destacar muito em escolas boas!!! Eu concordo 100% com ele. E quanto ao parque Kidzania: eu adorei!!! Minhas filhas amaram!!! E elas nem ligaram para as marcas, nem notaram, são crianças!!! Quem repara nas marcas são os pais!!! Em suma: temos que evitar que nossos filhos tenham tudo, mas educando e não evitando presentes, idas ao shopping e etc... 

  Outro ponto: a alimentação. Gente, quem ainda não sabe, sou nutricionista e meu melhor trabalho é feito em casa com minhas filhas. Miojo.... Eca!! Não eu não dou miojo para elas, não tenho em casa, não compro. A Maria já comeu, não estava comigo quando comeu, mas comeu!!!! Tem milhões de coisas que não tenho em casa: refrigerante, suco de caixinha, bolacha recheada, salsicha, o miojo, balas e chocolates (só os que vem das festinhas...) entre outros. Educo muito bem as meninas em relação a alimentação: elas comem salada, legumes e frutas todos os dias. Porém, em festas, casa de amigos, saídas não dá pra ter tanto controle como em casa e sinceramente nem quero ter. A Maria Clara esta com 6 anos, ela já tomou refrigerante, não gostou, mas se ela quiser novamente não vou proibir, mas em casa não vai ter! Dou ovo de páscoa sim, elas pegam balinhas no dia das bruxas sim e comem vários salgados e afins nas festinhas. E se algum amigo estiver com bolacha e oferecer para elas, elas comem. Tudo tem que ser com controle, elas sabem que não é todo dia. Mas nunca??? Aí não dá. (estou falando de crianças maiores, viu, não de bebês!!!!). Foi o que comentaram no desabafo: hoje estamos vivendo um terrorismo nutricional, não só as crianças, o glúten, coitado.... Foi cortado de diversas dietas... Não sou a favor de nenhum radicalismo (salvo doenças e alergias, claro), nem para as crianças, nem para nós adultos.

  E o último ponto que quero comentar: o castigo. Vou confessar: eu grito... E não é pouco (Juro que tento não gritar..) Eu não me orgulho nem um pouco disso, mas as vezes eu perco o controle sim... E acho que as crianças precisam de algum tipo de castigo. Não sou a favor de bater em crianças... Já dei palmadinha na Rafaela algumas vezes, foi o momento, mas não venham me reprovar dizendo que bati na minha filha... Sempre tento conversar, dar uma bronca mais calma, mas gente, tem horas que eles testam todos os limites da nossa paciência, o que eu acho normal (eu também testava muuuito minha mãe), aí.... Sai um grito... E muitas vezes, principalmente quando elas começam a chorar muito e não param, eu mando pro quarto de castigo e falo para sair só quando se acalmar. 

  O fato é: cada família tem sua dinâmica, suas crenças. Dar conselhos é sempre bom, mas menos julgamento é melhor ainda!!!!
    


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...