A chegada do bebê, como fica o mais velho?



  Em breve teremos mais um bebê em casa.

  As meninas sempre souberam que queríamos dar um irmão (ã) para elas, e apoiaram a idéia. Até ficavam pedindo: “Mamãe quando vai ter um bebê na sua barriga??”



  Nesta terceira gestação  eu não estou me preocupando muito se elas vão sentir ciúmes ou não. Acho que não, elas estão super felizes. Dizem que vão me ajudar e tal. Claro que quando o bebê chegar podemos ter algumas reações inesperadas, mas não acho que vai ser nada de mais (assim espero!).

  Ultimamente a Maria Clara esta mais manhosa… Ela sempre foi, mas deu uma piorada, acho que para chamar atenção, afinal vai chegar mais um bebê...

  Quando engravidei da Rafaela me preocupei como seria para a Maria Clara. Ela ainda era bem pequena, teria dois anos e dois meses quando a Rafaela nascesse, e iria “perder” seu reinado de filha única e neta única!

  Durante a gestação ela quase não me deu problema. Adorava a barriga, era super carinhosa. Só que, quando ela começou na escolinha estranhou bastante. Coloquei no início do ano, em fevereiro, quando ela estava com 1 ano e 10 meses. Achei melhor assim, pois a Rafaela nasceria em Julho e não queria que ela associasse a chegada da irmã com a ida a escola. No primeiro mês de aula ela não deixava ninguém chegar perto das coisinhas dela na escola. Mas ficava bem, não chorava. Mas em casa… Eu que tinha que fazer tudo com ela. Minha mãe me ajudava muito com ela, ainda mais quando a barriga começou a crescer, mas ela não queria. Eu que tinha que dar comida, banho, colocar pra dormir.. Ela não aceitava outra pessoa. Mas foi por um tempo… Passou e tive muita ajuda de toda família.

  Aqui em casa tomamos algumas atitudes para tornar a chegada da Rafaela mais prazerosa para Maria Clara e tentar amenizar o possível ciúmes.

  Primeiro foi o início antecipado na escolinha como citei acima.

  Depois demos um “quarto novo”  de presente de aniversário. No dia que ela completou dois anos, mostramos o quarto novo: cama de casinha, armário com porta rosa. Tudo novo para ela. Falamos que era já não era mais bebê e agora tinha sua caminha, seu quarto. Deu super certo! Ela nunca pediu para dormir no berço e falava que o outro quarto era de bebê!!!

  Quando a Rafaela nasceu demos um presentes e falamos que a irmã que tinha trazido. Ela adorou e até hoje fala que foi a Rafa que deu.



  Fizemos o que estava a nosso alcance para a chegada da Rafaela fosse sentida de forma mais natural passível para todos, principalmente para a Maria Clara.

  Se ela teve ciúmes? Pouco, muito pouco… Queria participar de tudo. Era bem boazinha… Cantava para a irmã dormir, queria trocar fralda, fazia muuito carinho.

  A Maria Clara só começou a demonstrar mais ciúmes da Rafaela depois de um ano. Mas nada de mais também, coisas de irmãs!!!

   O importante é a gente dar muita atenção para os maiores, incluí-los nas atividades do dia a dia e mostrar, que mesmo com um novo, o espaço deles continua garantido!!!




 

3 comentários:

  1. Me imaginando com a chegada do próximo rs.

    Jaqueline Medeiros :*

    ResponderExcluir
  2. Tenho quatro filhos, duas meninas e dois meninos, quando minha segunda filha nasceu faltavam dois dias para a primeira completar um aninho, mal ela sabia andar...foi muito difícil pra nós duas porque por mais que explicasse ela ainda era muito pequena pra entender toda aquela novidade, e o que mais me doía era não poder carrega-la, ela me via com a irmã nos braços e chorava para que eu a carregasse e eu não podia, então, chorava eu e chorava ela...foi difícil, e por isso sempre deixei que ela se aproximasse ao máximo da irmã, deixava que elas tivessem realmente um contato muito grande, ficava com medo dela ter raiva da bebezinha!!!
    Mas graças a Deus, tudo correu bem, hoje uma já tem 18 anos e a outra tem 17, se amam muito, são amigas inseparáveis!!!

    www.eueosquatro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Camila querida !!! que super família, parabéns !!! Sabe que quando a minha caçula nasceu em julho do ano passado , o meu filho mais velho ficou com bastante ciúmes. Mas logo colocamos ele para ajudar a pegar fralda e outras coisas. E começamos a focar em atenção pra ele, olha foi difícil viu, mas passou rápido. É super difícil dar atenção para o mais velho quando se tem um RN em casa , mas o esforço vale a pena !!! Um beijo !!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...