O lado B da amamentação e seus julgamentos



  Esse texto eu escrevo, principalmente, para as mães que, por qualquer motivo, não amamentaram. Mas é bom também que todas as mães, ou melhor, que todas as pessoas leiam. Por um mundo com menos julgamento e sem guerras entre mães!
Famosa foto de Fernanda Gentil, que viralizou na internet, quando ela fez um lindo desabafo por não conseguir amamentar seu filho.


  Semana passada foi a semana mundial de apoio ao aleitamento materno.

  Nas redes sociais bombaram fotos de mães amamentado, todos a favor da amamentação, livre demanda, amamentação em público, enfim, tudo que incentive a amamentação.

   E eu também fiz parte desse grupo (também coloquei foto amamentando). Super apoio a amamentação e tudo mais, dou várias dicas para ter sucesso na amamentação… Amamentei meus três filhos exclusivamente por 6 meses, e a Maria Clara amamentou até 10 meses.

   O ato de amamentar é lindo, mas também é um assunto muito polêmico e que gera muitos julgamentos.

  Amamentar é bom, faz bem para mãe e para o bebe, mas também tem seu lado B…. Amamentar pode doer, machucar fisicamente e porque não psicologicamente.

  Muitas mães não conseguem amamentar e são julgadas por pessoas falam que não insistiram o suficiente, que podiam ter tentado mais. Mães que complementam também são julgadas muitas vezes. E também aquelas mães que não gostaram de amamentar, pois é, acharam chato, e não são poucas… Essa então, não julgadas, são massacradas…

  Tem mães que querem muito amamentar e não conseguem por diversos motivos, elas tentam de tudo e nada… Imaginem a dor psicológica dessas mães nessa fase tão delicada… Elas se sentem mal, incapazes. E eu acho isso tão injusto.

  E acho injusto também julgar as mães que não gostam. De todas as mães que conheço que não gostaram de amamentar todas amamentaram por um bom tempo, mesmo achando “chato” , ou seja, pensaram primeiro no bebê…

   A minha humilde opinião, que pode gerar polêmica (mas espero que não…), é que a amamentação só é boa até o momento que faz bem para a mãe e para o bebê. Se não esta fazendo para mais bem para a mãe, também não fará bem para o bebê.

  Também acho que ninguém é menos mãe porque não amamentou, seja qual for o motivo. Cada um sabe onde aperta o seu calo. E estou certa que essas mães também amam seus filhos.

   Sou muito a favor da amamentação, indico, dou dicas e faço o que esta ao meu alcance para ajudar as mães que amamentam ou que querem amamentar. Mas fiz esse post para dar uma “força”  para as mães que não amamentam ou não amamentaram, ou que param de amamentar. Vocês são as melhores mães para seus filhos sim!!!

   Toda mãe é a melhor mãe que pode ser, seja no peito ou na mamadeira!


ATENÇÃO: A amamentação é de extrema importância para o bebê. De forma nenhuma quero desencorajar esse ato! Sou a favor e apoio muito a amamentação. Meu alerta é para o não julgamento das mães que não amamentam ou não amamentaram, afinal mãe é mãe!!!




3 comentários:

  1. Eu não amamentei a Melissa, nem um segundinho. Me senti derrotada e carreguei a culpa por muito tempo. Mas hj entendo que fiz td que estava ao meu alcance para dar certo. Fui em grupo de apoio, comprei bomba de extração de leite, fui no meu máximo e além para garantir que ao menos um pouco do meu leite chegasse à Melissa. Me libertei da culpa e apóio 110% à amamentação, mas existem casos sim que não se faz possível e o vínculo não se perde.

    ResponderExcluir
  2. Linda colocação! Amamentar não é o único ato de amar um filho. Menos julgamento, menos padrão menos perfeccionismo que só existe nessa bendita internet!!! parabéns pelo texto!! Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Amamentar requer dedicação e persistência.
    Por inumeros motivos a mãe pode não conseguir mas isso faz parte também do aprendizado da maternidade: nem tudo a gente consegue ne?
    bjs
    Lele

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...