Brincar ao ar livre, vamos tirar nossas crianças de casa?




   Quem nunca brincou de pega-pega, esconde-esconde?




  As brincadeiras de rua, tão comum antigamente, estão cada vez mais desaparecendo do dia-a-dia das crianças. A falta de segurança nas grandes cidades, brinquedos eletrônicos e tecnológicos, internet, ipads, são alguns dos motivos que deixam as crianças de hoje mais tempo dentro de casa do que fora, brincando.

  Mas é muito importante que os pais ou cuidadores incentivem que as crianças brinquem ao ar livre e ainda brinquem junto o que fortalece o vínculo pai e filho e proporciona um momento de convívio familiar e socialização com outros colegas.

  Além disso, as brincadeiras em locais abertos são ótimas para saúde das crianças pois desenvolvem a imaginação e a criatividade e também fazem com que eles exercitem todo o corpo, afastando o sedentarismo e doenças decorrentes dele como a obesidade infantil, tão comum nos dias de hoje. 

  Sair de casa para brincar no parque, quintal,no condomínio são ótimas para a crianças tomarem um solzinho (nos horários adequados, claro). Assim, os pequenos produzem a vitamina D, tão importante para nosso organismo pois ela ajuda na absorção do cálcio e fortalece o sistema imunológico e os ossos.

   As opção de brincadeiras ao ar livre são inúmeras. Hoje vou lembrar de algumas que a gente brincava quando era criança e que, com certeza, nossos filhos irão adorar brincar:


  1 - Cabra-cega: uma criança, de olhos bem vendados, dá vários giros no mesmo lugar. Depois, tenta pegar alguém que estiver por perto, mas ainda de olhos vendados. A criança que for tocada será a próxima cabra-cega. E assim sucessivamente.

  2 - Esconde-esconde: para essa brincadeira, quanto maior o número de crianças maior será a diversão. Para começar, o eleito por todos contará até 20, com a cabeça e os olhos voltados para o tronco de uma árvore, um muro, entre outros, para não avistar o esconderijo dos demais. Na sequência, procurará um a um.

  3 - Pega-pega: Uma das crianças será a que terá de correr atrás das demais, que poderão se proteger no esconderijo chamado de pique. Quem for pego, será o próximo a correr atrás dos outros participantes.

  4 - Andar de bicicleta, patins ou patinete: antes de tudo, para essas brincadeiras é preciso equipamento de segurança, como capacete, joelheira e cotoveleira. Os pais podem participar também, auxiliando os pequenos, que podem já saber pedalar com rodinha ou não. No caso dos patins e dos patinete, que também exigem equilíbrio, os parques são as melhores opções para treinar.

  5 - Pular corda: brincadeira antiga em que duas pessoas batem uma corda para uma terceira pular, repetindo o que diz a letra da música cantada por todos. Um das mais conhecidas é: um homem bateu em minha porta e eu abri. Senhoras e senhores ponham a mão no chão. Senhoras e senhores pulem num pé só. Senhoras e senhores deem uma rodadinha e vá pro olho da rua (nessa parte, a criança tem que sair da corda sem encostar nela).

  6 - Amarelinha: para se divertir com essa brincadeira, é preciso, primeiro, desenhar com giz ou carvão, quadrados sequenciais no chão com tamanho suficiente para que a criança pule dentro de cada um deles, com numeração que vai de 0 a 10, para chegar até o “céu”. Depois de feito o desenho, a criança deve lançar uma pedrinha em um dos quadrados e pular em um pé só em todos os quadrados, com exceção daquele onde está a pedrinha.

  7 - Queimada: as crianças devem ser divididas em dois times, sendo que uma bola será utilizada para “queimar” o adversário. Quando alguém é acertado vai para a ‘prisão’. Ganha o time que acertar todos os integrantes do outra equipe

 
Papai e crianças no parque
  
  E tem muito mais: peteca, bolinha de gude, peão, taco, cabo de guerra, enfim, opção é o que não falta. Aqui em casa sempre levamos as crianças ao parque, elas adoram andar de bicicleta (e Caio Henrique vai na bicicleta do pai), patinete, patins. E mesmo no prédio em que moramos tem uma área ótima onde eles brincam muito em contato com a natureza, na piscina e gastam muita energia. 



  Vamos brincar???






9 comentários:

  1. Amei o post! Vivo insistindo com o filhote para fazermos programas na rua. Mas vou confessar que ele prefere mesmo ficar em casa.

    ResponderExcluir
  2. Por aqui meu filho já acorda perguntando se hoje é dia de passear hahaha adora ficar na rua..
    é claro que goste de ver desenho, brincar no tablet mas o negócio dele é rua hahahaha

    ResponderExcluir
  3. Aqui tem tão pouco espaço pra fazer brincadeiras ao ar livre! Mas vou anotar as ideias e tentar dar uma mudada nisso!!

    ResponderExcluir
  4. Adoramos aqui também, quando não conseguimos ir aos parques,vamos na pracinha aqui perto ou brincamos no quintal

    Bjs Mi Gobbato

    ResponderExcluir
  5. Sou defensora de que crianças precisam explorar o mundo e nada melhor que desplugar e ir viver o lá fora. E com sua lista de brincadeiras, voltei num túnel do tempo, relembrando a minha infância, espero que Melissa viva estas experiências tbm

    ResponderExcluir
  6. Por aqui a gente sempre tem um tempo para isso!
    Faz bem para eles e para nós
    Lele

    ResponderExcluir
  7. Isso é tão importante para o desenvolvimento infantil!!Brincar ao ar livre é remédio!!

    ResponderExcluir
  8. Eu amo essas brincadeiras e super apoio aqui em casa.

    ResponderExcluir
  9. Super, hiper, mega a favor. Tive uma infância assim e muitas histórias para lembrar e contar. Gostaria do mesmo para minhas meninas.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...