Sobre ser mãe de menino


   
  Quando engravidei pela primeira vez me perguntavam se eu tinha preferência: menino ou menina. Eu dizia que não, mas acho que no fundo eu queria uma menina, coisa de mulher sabe? Para enfeitar, colocar laço, etc. E veio uma menina: Maria Clara. Na segunda gestação, zero preferência, já tinha a menina para enfeitar. Claro que outra menina seria mais fácil e econômico e... Chegou a Rafaela.

  Na terceira gestação todos perguntavam se eu estava tentando o menininho e para ser sincera: NÃO. Nessa altura já achava que não seria mãe de menino. Tinha impressão que se tivesse 5 filhos seriam 5 meninas (para desespero do marido). Pela primeira vez não esperei o ultrassom para saber o sexo do bebê, fiz a sexagem fetal. E dois dias depois veio a surpresa: meniOOO.

  Fiquei realmente surpresa, não espera esse resultado. Fiquei feliz, sim, muito feliz, mas um pouco assustada também... Tão acostumada com menina, limpar, cuidar. Como seria com um menino, tudo tão diferente... Eu já vivia em um mundo totalmente cor de rosa, cheio de bonecas, tiaras, laços, fivelas e agora iria entrar num mundo azul, de carrinhos, super heróis.

  Uma coisa é fato, menino é muito mais econômico que menina, ainda mais quando sua irmã já tem dois meninos. Meu enxoval foi super tranquilo, comprei bem pouca coisa. Minha irmã me deu (e ainda me dá) tudo dos meus sobrinhos.

  Durante a gestação todas as mães de menino (tanto as que tem só menino, como as que também são mães de menina) me falavam: gestação de menino enjoa mais, menino mama mais, suga mais e machuca o peito, sempre vaza xixi e faz jatos na nossa cara, é mais dengoso, só quer a mãe, é mais lerdo para prender as coisas, etc, etc, etc... 

  Até que o meu menino nasceu e comecei tudo de novo, mas era um "de novo" com novidade. No começo não senti a menor diferença. Ele mamava bem sim, igual as meninas. A única diferença é que ele não regurgitava. Elas sempre regurgitavam muuuito e ele NADA, era ótimo!! Sugava igual, aliás foi o que menos machucou meu mamilo... Não mamava mais vezes, dormia bem, tudo muito parecido. Quanto ao xixi, até hoje (ele tem 1 ano e 7 meses) nunca tomei um jato no rosto, claro que ele já fez xixi sem a fralda, mas é super raro e normalmente quando está em pé. E a fralda, só vaza quando tem coco. As fraldas da Rafaela vazavam muito mais.

  Agora, quanto a lerdeza... Ele demorou mais que elas para TUDO!!!!! Com 6 meses começou a rastejar pelo casa, não engatinhava de jeito nenhum. Ia para todo canto igual soldado na trincheira, sabe? Normal, afinal esse também é uma forma de engatinhar. Com 11 meses, pertinho de completar um ano, ele resolveu engatinhar mesmo... E assim foi até 1 ano 5 meses, quando começou a andar.... Pois é, andou com 1 ano e 5 meses, um recorde! E falar??? Nem pensar! Até agora só solta um MAMA e as vezes, aponta tudo que quer e geme, e assim se faz entender... 

  E o grude? Bom, até completar um ano eu não entendia porque todos falavam que menino era mais grudado e dengoso. Foi só fazer uma aninho que PÁ, entendi o que as mães de menino me falavam. Ele é um dengo só. Só quer colo, se estou sentada não basta sentar do meu lado, tem que ser encima de mim. Manhoso, é só falar mais sério com ele que já faz bico e começa a chorar. Tudo quer a mãe. Aí sim deu para sentir bem a diferença. Menino parece mais dependente, mais preguiçoso, mais devagar mesmo...

  Brinco que menino já nasce mais bobo, que menina já nasce mais espertina, sabe.

  O fato é que, independente das diferenças, ser mãe é maravilhoso: ser mãe só de menina, ser mãe só menino, sem mãe de menino e menina, o que vale é SER MÃE!



1 comentários:

  1. Eu tive dois meninos e adoro o chamego que eles são.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...