Mind Makers - o melhor da aprendizagem CODE e MAKER


  
  Hoje quero falar de uma escola que conheci e adorei, a Mind Makers.  


  A Mind Makers, ensina a criança a desenvolver o pensamento computacional e habilidades para o século XXI por intermédio da programação de computadores, internet das coisas, tecnologia e robótica.

 
 Seu filho pode querer ser médico, engenheiro ou outra profissão que ainda nem tem nome. Aprender a linguagem dos computadores vai ser tão necessário para a carreira dele quanto falar inglês. Os países desenvolvidos já descobriram essa importância. No Reino Unido, por exemplo, a ciência da computação faz parte da educação básica para crianças a partir dos cinco anos.

  Compreender o idioma dos computadores, robôs e dispositivos digitais é um fundamento que não pode mais ser adiado para o segundo grau ou universidade, nem ficar restrito aos profissionais da área. "Ou viramos criadores ou ficamos na era da informática, sendo meros usuários usando programas prontos", conta Paulo Alvim, um dos diretores da Mind Makers, instituição voltada para o ensino do pensamento computacional.

  O movimento CODE comprovou que crianças não somente são capazes de aprender a programar, como também desenvolvem, a partir deste domínio, diversas outras habilidades altamente relevantes para seu futuro. E o movimento MAKER enriqueceu ainda mais esta experiência com o aprendizado “mão na massa” aplicado à construção de objetos concretos, seja de robótica, inventos eletrônicos para Internet das Coisas ou outros mecanismos mais simples.
  
  Através do aprendizado do pensamento computacional e da construção de projetos, os alunos da Mind Makers adquirem desenvoltura, confiança e autonomia para solucionar problemas, moldando tecnologias às suas necessidades e expandindo os limites de sua criatividade. 

  A escola ensina crianças e adolescentes dos 7 aos 13 anos a programar e não a seguir um roteiro pré-definido. Independente da área de atuação, afinal, o mesmo programa que você usa para fazer um braço mecânico, criar uma rede social e um jogo de computador é usado também para decodificar um genoma.

  Eu participei de uma aula e coloquei a mão na massa literalmente. 



   Vale a pena conhecer e se informar mais sobre o pensamento computacional. Acesse: www.mindmakers.cc





Nenhum comentário